Mendonça TB, Lummertz AP, Bocaccio FJ, Procianoy F. Effect of Low-Concentration, Nonmydriatic Selective Alpha-Adrenergic Agonist Eyedrops on Upper Eyelid Position. Dermatol Surg. 2017;43(2):270-274. doi:10.1097/DSS.0000000000000967

Com frequência recebo ligações e mensagens de dermatologistas pedindo sugestões para o manejo da ptose pós aplicação de toxina botulínica. Como este é um quadro autolimitado, geralmente é proposto o uso da Apraclonidina – um colírio alfa adrenérgico que atua no músculo de Muller provocando uma elevação temporária da pálpebra superior. Importante ressaltar que o objetivo é apenas reduzir temporariamente de forma medicamentosa a ptose, e não acelerar a sua recuperação natural. Como a Apraclonidina não é disponível no Brasil há muitos anos, costumava-se orientar o uso de outros colírios com efeito adrenérgico em baixa concentração (não midriática) como os vasoconstritores ou alfa agonistas seletivos como a Brimonidina (anti-glaucomatoso). Nunca tive muita convicção sobre qual seria a melhor alternativa entre as disponíveis. Para responder a esta questão, realizamos este estudo comparando o efeito da Brimonidina 0,2%, Nafazolina 0,05% e Fenilefrina 0,12% na abertura palpebral. Curiosamente, a Fenilefrina e a Brimonidina nas concentrações testadas não apresentaram efeito perceptível na abertura palpebral. Já a Nafazolina induziu um aumento médio do MRD1 de 0,56mm 30 minutos após a instilação, que se reduziu para 0,47mm após 60 minutos e 0,26mm após 120 minutos. Baseado nestes resultados, tenho orientado que nos casos de ptose palpebral pós toxina seja utilizada a Nafazolina 0,05%, preferencialmente imediatamente antes de situações de exposição social ou que o paciente deseje uma redução da assimetria, uma vez que a magnitude do efeito é limitada e ocorre uma redução significativa entre 1 e 2 horas da aplicação.

Dr. Fernando Procianoy

Dr. Fernando Procianoy

CRM-RS 26.375 - RQE 17.318

Professor Adjunto da FAMED/UFRGS; Chefe do Setor de Oculoplástica do Hospital de Clínicas de Porto Alegre.

Artigos Científicos Comentados

An objective tool to measure the effect of botulinum toxin in blepharospasm and hemifacial spasm

Comentado por:
Midori Hentona Osaki

Orbicularis oculi morphological alterations in affected and non-affected sides in hemifacial spasm

Comentado por:
Midori Hentona Osaki

Immunohistochemical investigations of orbital infantile hemangiomas and adult encapsulated cavernous venous lesions (malformation versus hemangioma)

Comentado por:
Tammy Hentona Osaki

Analysis of blink activity and anomalous eyelid movements in patients with hemifacial spasm

Comentado por:
Tammy Hentona Osaki

Clinical and Radiological Evaluation of Periocular Infantile Hemangioma Treated With Oral Propranolol: A Case Series

Comentado por:
Maria Antonieta Ginguerra

Short-Incision Midface-Lift in Lower Blepharoplasty

Comentado por:
Roberto Limongi

Avanço do Músculo Frontal/Orbicular para correção da Ptose Palpebral: Revisão sistemática da literatura

Comentado por:
Patricia Akaishi

Frontalis Linkage Without Intraoperative Eyelid Elevation for the Management of Myopathic Ptosis

Comentado por:
Stefânia B. Diniz

A Comparative Study of Clinical vs. Digital Exophthalmometry Measurement Methods

Comentado por:
Allan Pieroni

Comentários a respeito da técnica de Rodriguez Barrios utilizada em Oculoplástica para a Correção da Exposição dos Implantes Orbitários

Comentado por:
Eduardo Jorge Carneiro Soares

Orbital inflammatory disease secondary to a single-dose administration of zoledronic acid for treatment of postmenopausal osteoporosis

Comentado por:
Fernando Procianoy

Characterization of Normal Mediolateral Angular Direction of Lower Eyelid Eyelashes in Different Age Groups

Comentado por:
Fernando Procianoy

Effect of Low-Concentration, Nonmydriatic Selective Alpha-Adrenergic Agonist Eyedrops on Upper Eyelid Position

Comentado por:
Fernando Procianoy

Intra and interobserver reliability of a modified distraction test based on digital images to assess lower eyelid horizontal tension

Comentado por:
Fernando Procianoy

Effects of Muller’s muscle-conjunctival resection for ptosis on ocular surface scores and dry eye symptoms

Comentado por:
Bruna Rymer

Mitomicina tópica em sondagem assistida por endoscópico para o tratamento da obstrução de duto nasolacrimal congênita em crianças

Comentado por:
Silvana A. Schellini

A Comparative Study of Full-Thickness Blepharotomy Versus Transconjunctival Eyelid Lengthening in the Correction of Upper Eyelid Retraction in Graves' Orbitopathy

Comentado por:
Allan Pieroni

Congenital Soft Tissue Deformities - capítulo 64 do livro texto Smith’s and Nesi Ophthalmic Plastic and Reconstructive Surgery

Comentado por:
Antonio Augusto V. Cruz

Influência dos espasmos palpebrais na topografia corneal e na morfometria palpebral em pacientes com espasmo hemifacial

Comentado por:
Tammy H. Osaki

Uso de cola (octil cianoacrilato) para tratamento de ptoses miopáticas progressivas

Comentado por:
Tammy H. Osaki

Blefaroplastia superior associada à remoção de pele abaixo do supercílio em pacientes de origem asiática

Comentado por:
Tammy H. Osaki

Toxina botulínica no tratamento de ptoses palpebrais leves

Comentado por:
Tammy H. Osaki