A cirurgia de confecção da prega palpebral é popularmente conhecida como cirurgia de ocidentalização das pálpebras.

É importante destacar que a anatomia das pálpebras dos indivíduos orientais é variável e difere da anatomia de indivíduos caucasianos. Assim, a confecção da prega palpebral em orientais deve considerar essas diferenças. Cerca de 50% dos indivíduos de ascendência oriental não apresentam a prega palpebral (“dobrinha” da pálpebra). Esta porcentagem varia de acordo com a região e alguns indivíduos apresentam a prega, porém numa altura mais baixa que a desejada ou de forma assimétrica. Este procedimento pode ser realizado em indivíduos que não apresentam a prega palpebral, naqueles que apresentam prega pouco evidente e também naqueles que desejam melhorar a simetria palpebral.

Técnicas aplicadas na cirurgia de ocidentalização das pálpebras?

A prega palpebral pode ser confeccionada por meio de várias técnicas, desde técnicas com incisões mínimas até técnica incisional clássica. Se houver excesso de pele na pálpebra superior, pode-se associar a blefaroplastia superior (remoção do excesso de pele) à confecção da prega palpebral. A cirurgia é realizada sob anestesia local e sedação. O paciente deve discutir com o cirurgião sobre as características (altura, formato) desejadas para as pregas das pálpebras. A indicação da técnica dependerá de uma avaliação individualizada de cada paciente.

Consulte um cirurgião oculoplástico com experiência em lidar com pálpebras orientais.

 

Assista o vídeo do nosso canal no YouTube sobre recomendações para cirurgias em asiáticos:

 

Leia também:

SBCPO

SBCPO

Fundada em 1974, a SBCPO – Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica Ocular certifica cirurgiões especialistas em cirurgias palpebrais, vias lacrimais e de órbita.