complicações blefaroplastia

Foto: Imagem de Freepik

O que é blefaroplastia?

A blefaroplastia, popularmente conhecida como cirurgia das pálpebras, é uma cirurgia que visa remover o excesso de pele e gordura das pálpebras. É uma das cirurgias mais realizadas e visa o rejuvenescimento periocular. Se você está planejando fazer uma blefaroplastia, é importante pesquisar bem na hora de procurar um cirurgião(ã). Isso porque essa cirurgia não é isenta de complicações.

Quais são as principais complicações de uma cirurgia de blefaroplastia?

As principais complicações de blefaroplastia incluem:

  • dificuldade de fechamento palpebral
  • ectrópio palpebral (pálpebra virada para fora)
  • ptose (queda) palpebral
  • lesão ocular
  • entre outras

A principal função das pálpebras é a proteção dos olhos. Muitas dessas complicações causam alteração na função das pálpebras podendo causar irritação ocular e danos crônicos à superfície ocular, além de prejuízo estético.

As complicações após uma cirurgia de blefaroplastia podem ocorrer por alterações no processo de cicatrização do organismo do(a) paciente, por condições prévias que o(a) paciente apresenta, por não seguimento de orientações pré e pós-operatórias ou por falta de experiência do cirurgião.

Como minimizar o risco de complicações após uma blefaroplastia?

Para minimizar o risco de complicações após uma blefaroplastia, é muito importante informar o seu/ sua cirurgião(ã) sobre seu histórico médico completo, incluindo procedimentos estéticos previamente realizados e uso de medicações. Além disso, é imprescindível seguir todas as orientações e cuidados pré e pós-operatórios recomendados pelo seu/sua médico e realizar a sua cirurgia com um(a) cirurgião(ã) experiente na região dos olhos.


Leia também:


Acompanhe a SBCPO nas redes sociais:
Facebook | Instagram | YouTube

Dra. Midori Osaki

Dra. Midori Osaki

CRM-SP 38.981 - RQE 39.085

Presidente da SBCPO (2022-2023). Professora Afiliada do Departamento de Oftalmologia da UNIFESP / EPM. Chefe do Setor de Oculoplástica do Departamento de Oftalmologia da UNIFESP / EPM (2005-2016). Doutorado pela UNIFESP.